Minha Transição Capilar | #AmandoMeuCrespo – Parte 1

Oi genteee!

Hoje vim contar pra vocês como foi a minha Transição Capilar, todo o processo de assumir meu cabelo crespo e tal!

Bom, comecei a passar química no meu cabelo com mais ou menos 8 anos, sim, muito cedo! Quando entrei no ensino fundamental 1, acordava muito cedo e não conseguia arrumar o cabelo sozinha, fiquei um tempo usando tranças rastafari mas enjoei, então, para facilitar o penteado e tudo mais, minha mãe resolveu fazer relaxamento. Eu já queria porque via minha mãe, tias e primas alisando os cabelos e queria que o meu ficasse igual. Com a raiz do cabelo alisada achei bem mais fácil de cuidar, apesar de ter que retocar a raiz de três em três meses (mas nem sempre nesse tempo certinho). Ficava enchendo o saco da minha mãe para me dar dinheiro e assim ir no salão.

Até os meus 12 anos o usava molhado, sempre preso num rabo de cavalo. Com 13 anos aprendi a escovar  o cabelo sozinha e comecei a usá-lo só escovado – lavava uma vez por semana, fazia hidratação com um creme qualquer, escovava, passava  chapinha e passava a semana toda. Então surgiu a progressiva e eu já quis logo fazer, mas minha cabeleireira dizia sempre que não, pois ia estragar meu cabelo, ia quebrar, então, eu teimosa, fui em outra cabeleireira e ela fez. A princípio eu amei, ficou lisinho e macio. Fiz mais uma vez.  Tentei fazer mais uma vez, logo depois de fazer o relaxamento e meu coro cabeludo não aguentou, ardeu na hora. O cabelo começou a ficar bem quebradiço e sem vida. Decidi não fazer mais progressiva, ficar só com o relaxamento e até então me sentia bem com meu cabelo.

No comecinho de 2014 comecei a ficar insatisfeita  com a mesmice, só alisado, não podia passar uma tinta, mudar nada porque ele não aguentaria duas químicas e cortar nem pensar, já estava muito curto (ahaha, mal sabia eu). Nesse tempo eu já acompanhava algumas blogueiras e youtubers e comecei a pesquisar sobre cabelo cacheado e crespo, como recuperar meu cabelo natural e tal – achei bastante coisa legal. Mesmo com vontade de assumir meu crespo, mudar e ter um visual autêntico,  cheguei ainda a fazer relaxamento uma vez, em Maio de 2014 – foi a última vez que passei química no meu cabelo.

Bom, fiz relaxamento em maio e fiquei escovando e passando chapinha toda semana. Em agosto já precisava retocar a raiz, mas eu não tinha dinheiro (por isso digo que eu não escolhi a transição, ela quem me escolheu kkkkkkk), então pensei: Essa é a hora, vou começar a “transição capilar”. Depois de pesquisar muito, pensar muito, resolvi parar de fazer escova, passar chapinha e iniciar por todo o processo de transição, isso foi em Setembro de 2014.

 

Pesquisando mais sobre transição capilar conheci as box braids – que é tipo um “mega hair de tranças” feito com cabelo sintético ( mas esse é um assunto para um outro post). Em janeiro de 2015 resolvi experimentar e coloquei, porque não estava aguentando mais aquele cabelo com duas texturas ( a raiz crespa e as pontas alisadas/esticadas) e já estava bem curto. Comprei o cabelo sintético e minha prima fez pra mim. Adorei o resultado! (saudade tranças)

 

(…)

 O post continua! Para não ficar muito grande, resolvi dividir em 2 posts. Fiquem ligados, o próximo sai amanhã!!!!

Beijuuu ❤

Anúncios

2 comentários sobre “Minha Transição Capilar | #AmandoMeuCrespo – Parte 1

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s