SONHAR É BOM, REALIZAR É MELHOR!

Eu sempre corro em busca dos meus objetivos!:

    Foto: Amalia Costa

Oii genteeee! Tudo bem? Espero que sim!

Hoje vim falar sobre sonhos!

Sonhar é muito bom, e acredito que a maioria de nós já teve ou tem aquele sonho que, lá no fundo, não temos esperança que se realize. Porém é muito importante termos SONHOS POSSÍVEIS, se não, qual a graça em sonhar?

Seja o sonho que for, o menor ou com pouca probabilidade de realização (passar pela transição capilar, viajar, conhecer alguém, conquistar um diploma),  aposte nele, se deseja isso de todo coração, faça. Nem tudo são flores, claro que no caminho terá obstáculos, mas permaneça, sem esforço nao há ganhos.

A palavra de Deus diz que “o coração do homem faz planos mas a última palavra vem de Deus”. Cara, se Deus ainda não deu a última palavra, continue, não desista, tenha em sua consciência que, se não deu certo (sim,pode não dar certo), não foi por falta de esforço seu; Mas também há a possibilidade de dar certo, de ser aprovado por Deus sim! E eu acredito que bem maior do que a de não dar. Aprendi com a minha mãe que: O não a gente sempre vai ter, temos que buscar o SIM.

Estou passando por uma fase onde parece que meus sonhos estão cada vez mais próximos (escrever aqui é um deles), e isso me deixa muito feliz. Espero conseguir compartilhar tudo aqui, com vocês, se Deus quiser!

E os seus sonhos, como vão? Adormecidos? A caminho da realização? Realizados? Me conta aqui nos comentários, vamos compartilhar…

“Se você pode sonhar, pode realizar” – Walt Disney

Organize-se, planeje-se, realize!

Beijos, até mais!

Viva a arte de não ser obrigada

image

Foto: buscofem

Eu estava pensando esse dias a respeito de toda essa onda feminista e anti-racismo que vem tomando as redes sociais e o assunto das conversas do dia a dia. Percebi o quanto a sociedade, as pessoas a nossa volta querem ditar nosso modo de ser, nosso estilo de vida, de roupa de tudo. Crescemos sob uma certa pressão a respeito de como devemos nos portar, nos vestir, que profissão devemos seguir. “A não, você tem que casar” ” Estuda e trabalha pra não ter que depender de homem” ” A não, você tem é que estudar muito, conseguir um bom emprego e viajar o mundo” ” A não, não arruma filho cedo não, vai curtir sua vida”.

Entramos em crise existencial por  não conseguir suprir as expectativas que fizeram a nosso respeito. Por sempre dizer sim pra tudo, obedecer e não questionar por mais que não concordassemos. Nos pegamos fazendo coisas que até gostamos, não por que gostamos, mas por que alguém disse que deviamos gostar, fazendo algo que não queriamos de fato. “Você não pode dizer não pra essa oportunidade” “Você disse não? Está maluca, só pode” “Você não aceitou o pedido de namoro daquele cara super gato? Maluca!”

A verdade é que eu venho aprendendo uma coisa, sou dessas que sempre tenta agradar e adivinha!? É, nem sempre dá certo, é a vida. Vocês já devem ter ouvido isso mas eu vou repetir, É IMPOSSÍVEL AGRADAR TODO MUNDO. Dizer “não” em algumas situações é inevitável e completamente preciso. Viver pra agradar os outros não é viver. Não aceite desafios que não são seus.

Dizer “não” faz parte do processo de se autoconhecer.

Não é fácil, pessoas no começo vão achar estranho, vão te julgar, te olhar torto, mas foque naquilo que você quer, que você de fato planejou. E no final das contas, onde você estiver, vai estar por que você QUIS e não por que te levaram até lá. Lembre-se: Suas escolhas fazem você. As coisas vão mudar, sim, mas não é o fim do mundo, você não vai morrer, você vai ser feliz e você não é obrigada.

Quero saber o que vocês pensam sobre isso, deixem nos comentários. Bjs 🙂

Minha Transição capilar |#AmandoMeuCrespo – Parte 2

Oi genteee! Tudo bem? Espero que sim!

Então, tô de volta pra terminar o post sobre minha transição capilar, eu espero que estejam gostando/se identificando. Estou bolando esse post (na mente) faz um tempão, tentando lembrar de tudo e dos motivos que me fizeram tomar essa decisão e não desistir. Nesse post vou contar a parte da história que eu mais gosto , O DIA DO BC \O/, que hoje está fazendo UM ANO!!! Passou tão rápido! Se você ainda não leu o post anterior clique aqui pra não perder nem uma parte. Então chega de balela, vamos lá!

(…)

Quando tirei as tranças (mais ou menos 1 mês depois) meu cabelo estava bem frágil e adivinhem: Muito quebrado! – Não por causa das tranças, mas porque eu ficava cortando as partes de cabelo alisadas que saiam da trança e quando tirei estava cada mecha de um tamanho diferente (eu estou rindo muito só de lembrar, mas no dia eu chorei kkkk). Então, lá fui eu fazer o tão temido e ao mesmo tempo esperado BC (Big Chop – Grande Corte em português) – Que é o corte que fazemos para retirar toda a parte do cabelo com química. Exatamente no dia 8/02/2015. Fui eu mesma quem cortou. Não chorei e nem sei descrever  qual foi meu sentimento naquele momento, na verdade estava satisfeita, porque todo aquele sacrifício para disfarçar as duas texturas no cabelo chegaria ao fim e também curiosa para saber como era meu cabelo de verdade, pois eu nem lembrava mais  (rs).

Quando acabei de cortar realmente me surpreendi porque ele estava MUITO curto,  fiquei um tempo parada na frente do espelho refletindo, até que caiu a ficha de que A TRASIÇÃO TINHA CHEGADO AO FIM e já fui logo fazer uma hidratação e cuidar dele para que crescesse lindo e saudável.

 Fiquei 2 meses só cuidando dos meus cachinhos e em maio de 2015 coloquei tranças novamente. Gostei ainda mais do resultado, com um outro tipo de cabelo sintético e com certeza quero colocar mais vezes, sério, eu amei!

Tirei as tranças em julho, já estava a 2 meses com elas e estava agoniada porque queria cuidar do meu cabelo (com as tranças não era possível fazer hidratação e tal,  lavava com shampoo e só!). Quando tirei o meu cabelo já estava um pouquinho maior e de lá pra cá é só love.

Me sinto cada dia mais livre, mais linda, MAIS EU! Claro que não foi fácil passar por todo esse processo, ouvir críticas e comentários maldosos não é legal, mas a vontade de mudar, de conhecer meu cabelo, de me amar do jeito que Deus me fez foi muito maior, e claro, teve muito mais gente que me apoiou do que criticou e isso foi essencial!

Hoje estou muito feliz com meu cabelo, confesso que já pensei em alisar novamente, pela praticidade do cabelo liso, mas gente,  descobri tantas outras formas de tornar o cabelo afro/crespo/cacheado mais prático sem alterar sua estrutura, como com as tranças, que na verdade não quero que meu cabelo veja alguma química que altere sua estrutura tão cedo! Festejo cada centímetro que ele cresce e #VaiTerVolumeSIM

 IMG_20151227_120945

Então essa é minha história com meu cabelo, pessoal! E seja com cabelo crespo, ondulado, liso, cacheado, alisado, o importante é se sentir bem,  se aceitar e ser feliz do jeito que quiser. Somos livres!!

Beijuuu, e até a próxima ❤

Minha Transição Capilar | #AmandoMeuCrespo – Parte 1

Oi genteee!

Hoje vim contar pra vocês como foi a minha Transição Capilar, todo o processo de assumir meu cabelo crespo e tal!

Bom, comecei a passar química no meu cabelo com mais ou menos 8 anos, sim, muito cedo! Quando entrei no ensino fundamental 1, acordava muito cedo e não conseguia arrumar o cabelo sozinha, fiquei um tempo usando tranças rastafari mas enjoei, então, para facilitar o penteado e tudo mais, minha mãe resolveu fazer relaxamento. Eu já queria porque via minha mãe, tias e primas alisando os cabelos e queria que o meu ficasse igual. Com a raiz do cabelo alisada achei bem mais fácil de cuidar, apesar de ter que retocar a raiz de três em três meses (mas nem sempre nesse tempo certinho). Ficava enchendo o saco da minha mãe para me dar dinheiro e assim ir no salão.

Até os meus 12 anos o usava molhado, sempre preso num rabo de cavalo. Com 13 anos aprendi a escovar  o cabelo sozinha e comecei a usá-lo só escovado – lavava uma vez por semana, fazia hidratação com um creme qualquer, escovava, passava  chapinha e passava a semana toda. Então surgiu a progressiva e eu já quis logo fazer, mas minha cabeleireira dizia sempre que não, pois ia estragar meu cabelo, ia quebrar, então, eu teimosa, fui em outra cabeleireira e ela fez. A princípio eu amei, ficou lisinho e macio. Fiz mais uma vez.  Tentei fazer mais uma vez, logo depois de fazer o relaxamento e meu coro cabeludo não aguentou, ardeu na hora. O cabelo começou a ficar bem quebradiço e sem vida. Decidi não fazer mais progressiva, ficar só com o relaxamento e até então me sentia bem com meu cabelo.

No comecinho de 2014 comecei a ficar insatisfeita  com a mesmice, só alisado, não podia passar uma tinta, mudar nada porque ele não aguentaria duas químicas e cortar nem pensar, já estava muito curto (ahaha, mal sabia eu). Nesse tempo eu já acompanhava algumas blogueiras e youtubers e comecei a pesquisar sobre cabelo cacheado e crespo, como recuperar meu cabelo natural e tal – achei bastante coisa legal. Mesmo com vontade de assumir meu crespo, mudar e ter um visual autêntico,  cheguei ainda a fazer relaxamento uma vez, em Maio de 2014 – foi a última vez que passei química no meu cabelo.

Bom, fiz relaxamento em maio e fiquei escovando e passando chapinha toda semana. Em agosto já precisava retocar a raiz, mas eu não tinha dinheiro (por isso digo que eu não escolhi a transição, ela quem me escolheu kkkkkkk), então pensei: Essa é a hora, vou começar a “transição capilar”. Depois de pesquisar muito, pensar muito, resolvi parar de fazer escova, passar chapinha e iniciar por todo o processo de transição, isso foi em Setembro de 2014.

 

Pesquisando mais sobre transição capilar conheci as box braids – que é tipo um “mega hair de tranças” feito com cabelo sintético ( mas esse é um assunto para um outro post). Em janeiro de 2015 resolvi experimentar e coloquei, porque não estava aguentando mais aquele cabelo com duas texturas ( a raiz crespa e as pontas alisadas/esticadas) e já estava bem curto. Comprei o cabelo sintético e minha prima fez pra mim. Adorei o resultado! (saudade tranças)

 

(…)

 O post continua! Para não ficar muito grande, resolvi dividir em 2 posts. Fiquem ligados, o próximo sai amanhã!!!!

Beijuuu ❤

Inspiração – Quarto |#RealizandoInspira

Oi genteee!

O post de hoje, como já viram, é para se inspirar. Eu particularmente sonho com um cantinho só meu e com a minha cara, então separei algumas fotos de quartos bem fofos para a gente se inspirar, fazer algumas mudanças ou reformar, e porque não construir do zero um cantinho só pra você?!

626896tumblrma64fejz6h1qerbano1500_large2

Achei esse quarto bem “clean” com tudo branquinho e a adição de cores estão nos objetos como cortina, almofadas e arranjos florais. Gosto desse tipo de decoração pois podemos sempre mudar a paleta de cores tendo em vista que o branco combina com tudo, podemos usar e abusar nas cores dos objetos e roupas de cama.

cc-quadros-07

Esses quadrinhos com formas e tamanhos diferentes dão uma aparência mais moderna ao quarto e eu acho que a cama mais baixa deixa o ambiente mais aconchegante. Como a cor base é o branco também, podemos ousar nos objetos de decoração e mudar sempre que quisermos. Adorei esse mix de objetos mais modernos com outros mais vintage.

decoração-quartos-simples-baratos1

Uma opção um pouco mais romântica com tons de rosa e marrom que está bem em alta. Achei linda esta decoração

Já deu pra reparar que a minha referência para cor do meu cantinho é o branco, assim posso usar bastante cor nos objetos e se enjoar, é só trocar RS

quadros-3

Essa é uma opção mais rústica com móveis em madeira com tons variados de marrom. Gostei muto dos quadros na parede, do design dos móveis e detalhes em branco.

quarto-adolescente-6

Essa é uma opção mais colorida, com uma cor bem PÁ na parede. O que eu mais gostei nesse quarto foi o lustre, lindo demais, e os móveis dão um design vintage ao quarto. Amei.

Bom, são essas minhas referências para fazer um cantinho com a minha cara. É um sonho para mim e eu espero realizá-lo logo logo e vou compartilhar cada etapa aqui com vocês

Espero que tenham gostado e se inspirado!

Beijuu ❤ 

Comprinhas BBB (Bom, Bonito e Barato)

Oi genteeeee!

Hoje vim fazer uma super indicação pra quem quer comprar “roupitchas” novas sem gastar muito.

Conheci uma loja chamada Off fashion, é tipo uma “outlet” de algumas marcas , fica no Butatã em SP. Lá tem roupas pra todo mundo, masculinas, femininas e infantis em preços super em conta. Tem roupas de marca tipo GAP com preços de roupas de loja de departamento que também valem super a pena. Mas o mais legal de lá ( e onde eu já vou direto quando entro) é a área dos “pequenos defeitos” (nossa bia, por que eu compraria uma roupa com defeito?). Eu explico  pra você  aqui em baixo. Já avisando que não é nenhum “publi”, é só por que eu gostei muito da loja e os preços são ótimooooos!

Bom, separei 4 dicas importantes:

  1. A loja abre ás 10h então para encontrar coisas boas, legais e baratas chegue cedo.
  2. Na sessão de pequenos defeitos nem sempre o preço que está na etiqueta é o preço de verdade então verifique no caixa. ( foi o que aconteceu com esse casaquinho tipo de tricô da foto aqui em baixo. Na etiqueta estava R$49,95 e quando passei no caixa estava R$ 4,95 e até agora não achei o defeito dele)
  3. Tem roupas com defeitos muitos grandes tipo manchas ou rasgos, mas se souber procurar vai achar peças bem legais e em bom estado, como essa camiseta cinza (linda) que foi uma pechincha e não tem defeito nenhum (aos meus olhos, se acharem me falem).
  4. Lá também tem roupas com preços normais e sem defeitos e tem bastante variedades. Tem roupa de academia, sapatos, tênis e roupas para crianças também.

A maioria das roupas nesta área são da marca “Luigi Bertolli”, da “Lab” e também da “Emme” e a maioria das  roupas são femininas (adorei), mas também tem bastante coisas para os rapazes.

Algumas fotinhos das peças que comprei lá:

20151119_000821

Casaquinho aberto tipo tricô R$ 4,95

20151119_000859

Camiseta “Be your own kind of beautiful” R$ 4,95

20151119_000938

Swetter brilhoso R$ 4,95

20151119_001019

Swetter cinza R$ 4,95

20151119_001049

Calça tipo rosa R$ 13,97

Endereço: Rua Raul Saddi, 18 – Butantã, São Paulo – SP (próximo a Faculdade São Judas)

Siga o blog e as redes sociais para ficar por dentro de tudoooo.

Espero que tenham gostado. Se gostou curte e compartilha com “azamiga”

Beijuuu ❤

Primeiro post! Bem- vindos ao meu blog :)

Olá pessoal,

Como já viram no título, esse é o meu primeiro post! (eeeeeeh)

Já faz um tempão que que estava planejando fazer um blog, mas só agora tomei coragem! rsrs

O nome eu já tinha a algum tempo, mas ele ainda pode mudar….

Então cá estou eu! Aqui vou postar de tudo um pouco, como o próprio nome já diz, irei compartilhar com vocês um pouquinho ( ou tudo) das minhas realizações, pq cá entre nós, nossa vida é uma eterna realização, não é verdade? rsrsrs

Assuntos como literatura, decoração, tendências, comportamento, dicas etc.

Espero que gostem!!!

Fiquem a vontade para mandar sugestões, perguntas, pedidos e críticas (com educação) por comentário, facebook, twitter ou e-mail.

Por favor sigam o blog 🙂

Beijuus ❤